16 julho 2013


Ele já está em casa desde Dezembro...faz parte dos recém licenciados DESEMPREGADOS...ele está a desanimar e eu por mais que tente dar-lhe força sinto que estou a ir-me a baixo também! Neste país de injustiças, como é que podem gozar com licenciados e dizer-lhes na cara: "ai, licenciado? Que desperdício, tenha boa sorte para outro lado..."

A vida não é fácil, e eu, por ele, sei agora o que é o sacrifício de procurar trabalho e não encontrar :(

21 comentários:

Sónia disse...

Eu estou desde Outubro já e as vagas que existem para o meu curso são preenchidas com cunhas! Isso ainda revolta mais.

Eve disse...

:( tambem espero sinceramnt k estes tempos melhorem e depressa.

Aaricia disse...

É mesmo chato. Para quê termos uma licenciatura se por vezes temos de a esconder. É injusto, é gozar com as pessoas que investiram em algo para poder ter um futuro melhor.

fantasias disse...

O meu filho está agora para se candidatar ao ensino superior e eu estou para aqui a pensar se valerá a pena!?
Esperemos que isto mude e depressa...
Boa sorte para "Ele".

Calvin disse...

é aflito para quem vive a situação de desemprego, mas para quem ama e assiste de maos atadas... Desejo sinceramente que ele consiga trabalho rapidamente **

- Dii - disse...

É por esse medo que estou a tirar um curso que dá! Mas penso sempre será que daqui a 4 anos no final do mestrado tambem dá? Ou serei mais uma a contar para as estatísticas?

Boa sorte para ele que de uma forma ou de outra arranjem forma de ir lidando com situação e que ela tenha rapidamente fim :D

Paulo Nunes disse...

Espero que ele tenha sorte em arranjar trabalho.
Contudo, ele que não fique parado, ele que trabalhe em part-time ou numa outra area qualquer enquanto procura o trabalho de sonho.

Mel Pereira disse...

Muita força Princesa. :) É fácil dizer para alguém não ir abaixo e não desesperar, mas a verdade é que custa, custa sentir que não há ninguém que valorize o nosso esforço de tantos anos, que aposte em nós e nos deixe provar que merecemos um lugar no mercado do trabalho, é impossível não desesperar-mos e sentirmos-nos infelizes. Desejo-te toda a sorte do mundo, a ti e ao moçoilo. Espero, sinceramente que ele tenha a oportunidade de provar o valor que tem e consiga arranjar um emprego. :)

Opinante disse...

Forcinha!

Aninhas disse...

Força para ele. Daqui a dois anos acabo a minha licenciatura e não sei como será...

Patrícia disse...

Oh :s Espero mesmo que ele consiga arranjar emprego! Tenho tanto medo do meu futuro :s

CM disse...

Muita determinação e não baixar os braços, por muito que às vezes apeteça **

Aaricia disse...

r: Tens razão. Há coisas da minha vida que não fiz nas idades certas porque os paizinhos não deixavam. Agora arrependo-me, como é óbvio.

Aaricia disse...

r: Realmente é preferível ir, aproveitar e depois ouvir uns blá blá blás. O que conta é que me tenha divertido e isso tudo. Foi como quando fui ao Porto. Não me largaram os ouvidos durante dias após o Porto mas que importa? Eu fui e gostei. xD

Aaricia disse...

r: Oh, eu às vezes até me faço de surda. Só que não gosto que eles estejam a berrar comigo ou a dar-me sermão.

Suricate disse...

O flagelo alastra-se...a minha mais velhinha já diz que não quer ir para a faculdade...que tem mais garantias com um técnico-profissional (ainda só tem 14 anos e já pensa nisto...)


jinhossss

Starlight disse...

Força querida*

mmm´s disse...

Infelizmente, esta é uma realidade cada vez mais repetida na sociedade portuguesa. Temos um país que investe (pouco) na educação dos seus jovens e depois não lhes sabe dar o devido valor, mandando-os emigrar e dar de "mão beijada" o investimento feito, a outros países que sabem rentabilizar os conhecimentos destes jovens. É uma falte de visão estratégica muito grande que ultrapassa todos os limites da lucidez e sensatez.

http://www.lavarcabecas.blogspot.pt/

Emma disse...

Espero que ele encontre algo mesmo que não seja na área dela. Infelizmente não nos podemos dar ao 'luxo' de só querermos trabalhos na nossa área.

espiguinha disse...

Ai ate dói só de pensar :(

Boa Sorte.

Moa disse...

Não é fácil, eu estou desempregada há um mês e já estou a desesperar! O que vale tenho a Moazinha para me distrair.